sexta-feira, 31 de julho de 2009

Como se faz 'o mais apto'


Terminei de ler (ouvir na verdade), o livro "The Making of the Fittest" do Sean B. Caroll (aqui o site dele). Ele é um biologo com algumas publicações bacanas de divulgação cientifica. O livro mais famoso dele (que eu ainda não lí) é o "Infinitas formas de Granade Beleza"que aparentemetne fala a respeito de 'evo-devo' (clique também AQUI).

O livro é muito, muito bom! Uma pena que aparentemente ainda não tenha sido lançado em português. "The Making of the Fittest" descreve de forma acessivel e clara os processos evolutivos que ocorrem em nível molecular, mostrando como mutação e seleção podem agir para manter, duplicar, dar nova função, 'ligar' e 'desligar' genes dos mais diversos organismos. O autor aborda o assunto (um tanto cabeludo), de forma bastante clara e didatica e eu fiquei impressionado com a clareza com que alguns processos aparentemente 'enigmaticos' foram descritos (a evolução paralela dos receptores óticos nas células dos olhos de baleias, golfinhos e peixes é um bom exemplo).

A clareza e encadeamento de idéias do texto, bem como a beleza e elegância dos processos naturais descritos foram os motivos que me fizeram escrever uma recomendação aqui! Já escrevi no blog que a analise e comparação dos genomas das diferentes espécies de seres vivos são a ultima pá de terra sobre hipóteses anti-evolutivas para explicar a diversidade da vida. Esse livro explica tin-tin por tin-tin o como e por quê esse é, precisamente, o caso. E se você dúvida da quantidade de evidências que confirmem a ocorrencia de processos evolutivos e que esta cause a diversificação dos seres vivos, eu particularmente recomendo o livro.

Mas livro não para por aí, abordando também uma discussão a respeito das implicações desse conhecimento evolutivo e molecular. O ultimo capítulo explica como forças evolutivas podem nos ajudar a entender os graves problemas ambientais e suas consequências nos proximos anos. O exemplo que o autor apresenta é a super-exploração da pesca oceanica que dizimou (sem exagero), muitas populações de peixes e populações marinhas.


é isso aí

A Paz de Cristo amig@s

sexta-feira, 24 de julho de 2009

Show Beneficente do Diamanso


Cá eu, gostaria bastante de ir. Fica aí a sugestão

Paz

quinta-feira, 23 de julho de 2009

'Bara' segundo Dr. John Walton

Estava lendo no blog 'Science and the Sacred' um post que menciona um camarada chamado Dr. John H. Walton (mais especificamente um livro que ele escreveu chamado The Lost World of Genesis One: Ancient Cosmology and the Origins Debate). Fiquei muito curioso! Infelizmente, falta de din-din, falta de tempo, excesso de coisas pra ler me fizeram desistir da idéia de encomendar o livro da Amazon.
.
Ainda assim achei, fuçando no google, uma palestra muito bacana do Dr. Walton!
.
O link está--> AQUI e contém o audio + o power point que ele utilizou na palestra
.
O Dr. Walton é um professor do Wheaton College Graduate School e se especializou em estudos a cerca do velho testamento, aparentemente um camarada com uma visão teologica bastante conservadora.
.
Manjando muito mais do que eu a respeito de hebraico e da história e cultura judaica o homem aborda a história da Criação de Gênesis no contexto social-histórico no qual foi escrito (e o contexto no qual Deus comunicou as Verdades inspiradas na Bíblia). Resumindo muito: o autor lê Gênesis no próprio contexto Bíblico e argumenta que a partir disso podemos interpretar de forma mais correta e coerente os primeiros capítulos de Gênesis. Segundo ele, tanto leituras ditas 'literalistas', que tentam interpretar o texto em um contexto contemporaneo (estabelecendo ele como base científica e, consequentemente tendo que descartar fatos cientificos importantes), quanto interpretações que afirmam que o texto é apenas poetico e/ou alegorico, partem de pressuposições induzidas pelo nosso contexto cultural que são bastante diferentes das bases socio-culturais do povo judeu antigo, e aí, segundo ele, reside a fonte dos atritos.
.
Segundo ele o "Bara" (palavra hebráica traduzida como Criação), não tem um contexto de 'fazer surgir' mas de 'estabelecer ordem sobre' (e ele analisou todas as 55 vezes onde a palavra aparece no AT). Portanto, a história da Criação na Bíblia teria a ver com emergência de função e não com origem material. O homem embasa bem o argumento dele e traz uma luz nova (que -como tantas luzes novas - não é na verdade exatamente nova) à forma como devemos ver e pensar no relato da Criação em Gênesis.
.
Para mim é sempre interessante ver interpretações embasadas acerca do que as Escrituras dizem acerca das origens (e os primeiros capítulos de Gênesis são, na minha opinião, um dos textos mais ricos, prolificos, profundos e embasbacantes da Bíblia). Acho que o Santo Espirito de Deus tem MUITO para nos dizer naquelas linhas.
.
Muito, MUITO interessante! Achei ainda um filminho bacana do homem falando (abaixo).
.

"O texto [de Gênesis 1] afirma que no período inicial de 7 dias Deus colocou em operação o Cosmos ao apontar papeis e funções [...] não fala sobre o periodo em que a matéria passou a existir"

Assistam ao video. Deem uma olhada no link ai em cima. Vale a pena pensar a respeito (eu sei que vou)






Paz de Cristo

quarta-feira, 22 de julho de 2009

Em Debate: As Raizes Pagãs do Cristianismo Moderno

No próximo EDCLS (Encontro despretencioso de Cristãos libertários e Simpatizantes) haver uma discussão crítica tendo como base o livro Cristianismo Pagão de Frank Viola, do qual já falei AQUI

Como sempre, recomendo o programa. Essas reuniões costumam ser bem bacanas !

Não precisa ser, nem Cristão, nem Libertário nem despretencioso e nem simpatizante para aparecer e aproveitar a conversa, eu mesmo sou um libertário de 'meia-tijela'.

é isso aí

Paz de Cristo

domingo, 19 de julho de 2009

um programa de rádio e um livro

1) O site da radio ABC tem umas entrevistas muito legais que podem ser ouvidas! Ouçam AQUI um programa de duas partes chamado 'Bridging the Divide' acerca de fé e ciência, conflitos e diálogos. A primeira parte é composta por uma entrevista com John Polkinghorne. Se você já ouviu velinho simpatico falando no video que eu postei aqui, sugiro que você pule para a segunda parte do audio, que contem uma palestra do teologo Anglicano Michael Northcott, falando a respeito de ética e meio ambiente (muito, muito, muito legal essa segunda parte!)
.
Achei a parte do Northcott tão bacana na entrevista citada a cima que acho que vou correr atrás de textos do homem na net.






2)Sim! Eu também li "Ortodoxia Generosa" De tanto ouvir falar no tal livro peguei e lí! (acabei de encontrar o PDF do primeiro capítulo AQUI).
.

As diversas opiniões que encontrei da mais nova obra de Brian D. McLaren me intrigaram profundamente. Entre elas, cito a do meu amigo Weronka (que pode ser lida aqui) e a do meu outro amigo Silas, que pode ser lida no blog - muito bacana - Disturbios Sociais. As opiniões são dissonantes (também pudera, são caras com visões muito diferentes).
.
O Weronka parece ter achado o livro pra lá de 'generoso demais', mas com alguns pontos interessantes. O Silas parece ter curtido o livro, mas achado que ele contem uma pitada excessiva da 'ortodoxia' em alguns pedaços, e falta de generosidade para com os irmãos ao sul do Equador (uma crítica válida, sem dúvida... Mas ora, se quiserem, leiam o que eles mesmos escreveram a respeito).
.
Cá eu, gostei muito (muito mesmo)! Sim, Acho que seria impossivel um Cristão - ou qualquer um - ler esse livro de cabo a rabo sem parar em nenhum pedaço para murmurar consigo mesmo "hummm... ele forçou um pouco a barra agora". Mas acho que justamente esse é propósito do livro: propor uma visão integrativa e emergente de Cristianismo e, nessa brincadeira, tentar começar a responder - ou a perguntar - a respeito de algumas tretas da Cristandade do século XXI. 'Aparar as arestas' (o que pra muita gente é trabalho primordial de qualquer ortodoxia), não parece ser uma grande preocupação da Ortodoxia Generosa. Assim, essa tal 'generosidade' - essa tal igreja emergente - propõe muita coisa para se conversar a respeito (coisas que seguidores de Jesus Cristo precisam sentar pra conversar a respeito). Antes de se concordar com tudo que o homem diz e achar o livro o máximo, ou discordar de tudo que o homem diz e rotular ele como discipulo do capeta, é importante ler e refletir (e nesse ponto concordo com o Weronka).
.

Em tempos de 'democracia cultural', onde não há visão cultural hegemonica, dominante ou predominante, pessoas comprometidas com Jesus Cristo precisam encontrar uma terceira via. Nem se atirar nesse abraço grupal onde valores e ensinamentos do Evangélho podem ser diluidos além de qualquer reconhecimento. E nem se fechar, recusando dar e receber abraços e impondo o amor de Cristo 'na base da porrada'. E é isso que a Ortodoxia Generosa se propõe a fazer. Se ela consegue ou não, gente melhor que eu é que vai dizer. Mas vale muito a pena ler o livro (principalmente o capítulo "Porque Sou verde", muito legal).
.
Paz de Cristo

quarta-feira, 15 de julho de 2009

'Começar de novo'

Fuçando as gavetas e cantos escuros da selva que é o meu quarto acabei me deparando com uma porção de 'boletins' que eu recebia ao participar dos cultos da primeira igreja evangélica que frequente assiduamente, e onde fui batizado, a Igreja Batista Esperança. Um deles me chamou a atenção...
.
Parece que fazem séculos que deixei de frequentar a IBE, ao sentar e refletir sobre aqueles tempos da pra ter uma idéia de o quanto cresci de lá pra cá, não sei se na exata direção que o Pastor Sérgio tinha em mente, mas sem dúvida não sem a ajuda dele. De fato, de lá pra cá as coisas mudaram na minha cabeça e coração ainda assim, lembrando do lugar e das pessoas (O Wagnão, a Bruna [como tocava piano essa menina], o Ben, o Weslei, e tantos outros) . Enfim minha passagem por lá foi como um relampago que caiu uns 3 séculos atrás, mas alguma coisa daquilo ficou guardada comigo e acho que minha caminhada Cristã deve ira ficar sempre atrelada àqueles primeiros dias.
.
Pra minha surpresa, o 'boletim' não era do século XVIII, mas de Abril de 2008! O que me fez pensar em mais uma porção de coisas! Em primeiro lugar no pouquissimo tempo que faz desde que eu decidi levar essa 'vida de crente' ('me converter', 'nascer de novo', chame do que quiser. acho que hoje eu definiria a coisa toda como: 'comprometer a vida a seguir a Jesus Cristo'). Em segundo, na velocidade e rumos da minha 'caminhada espiritual'. Acho que daqui a uns anos quando eu olhar para trás vou me lembrar desse periodo da minha vida como extremamente 'Veloz e Furioso'. Claro que minhas tretas e vitórias - e 'mais que vitórias' - espirituais tem a ver com essa 'velocidade e furia'. Mas penso que o próprio periodo de vida pelo qual estou passando, bem como tretas 'seculares' (se é que é licito fazer a distinção) também tenham papel preponderante nisso tudo.
.
Bom é ver que as coisas importantes permanecem. Cristo permanece, aqui e lá, no meio da Zona Sul, sendo Senhor.
.
O breve texto do pastor acabou falando comigo, por isso vou transcrever ele aqui. Meio "crente demais pro meu gosto"? Bem... sim. Mas eu continuo não dando a minima pra rótulos. Aí abaixo temos o que o Pastor Sergio pensa sobre 'começar de novo'. E eu achei importante. Me fez pensar que a vida Cristã é um 'começar de novo' todos os dias...

.


Começar de novo
.


"Cessou, pois, a obra da Casa de Deus, a qual estava em Jerusalém" (Esdras 4:24)
.
Você já começou a fazer algo muito bom e depois de um tempo desanimou e parou?
.

Talvez você tenha começado a ler a Bíblia todos os dias e depois parou; Talvez você tenha separado um tempo para orar mas depois parou; Você pode ter começado a devolver ao Senhor parte daquilo que Ele lhe dá, mas depois parou; Ou talvez você tenha começado a evangelizar seus parentes, amigos, vizinhos e depois de um tempo também parou; Ou você começou a se abster de bebida, cigarro ou qualquer outro vício e depois parou; Talvez por um tempo você começou a ser um melhor marido ou uma melhor esposa ou um melhor filho e depois parou...
.
Seja lá o que for, lembremo-nos que Deus é quem efetua em nós tanto o querer como o realizar (Filipensses 2: 13). Ele preparou as boas obras para que andassemos nelas (Efesios 2:10), contudo o inimigo das nossas almas vai nos tentar, vai querer nos levar ao desânimo. Satanás usa de várias artimanhas para nos impedir de realizar a obra do Senhor.
.
O povo de Israel depois de voltar do cativeiro começou a grande obra de restauração do templo, porém, pessoas se infiltraram em suas vidas e começaram a promover o desânimo e grande oposição, o resultado foi o que lemos no texto acima: "A obra parou". Contudo, Deus também usa pessoas para nos incentivar a voltar e no caso dos judeus, Deus usou dois servos para reanimar o povo e a obra voltou a ser realizada(Esdras 5: 1-2).
.
Se você estava envolvido em um projeto que era para a glória de Deus e parou saiba que houve algum agente externo que provocou tal desanimo, porém, o próprio Deus te incentiva neste dia ao afirmar que nosso trabalho (boas obras) nunca serão em vão (I Corintíos 15: 58).
.
Não importa quantas vezes você parou no meio do caminho, o que importa é começar de novo, por isso faça deste dia um marco em sua vida. (Pastor Sérgio)

Paz de Cristo

segunda-feira, 13 de julho de 2009

'Democracia Cultural' por Frei Betto

Texto públicado na edição da revista "Caros Amigos" em Julho de 2009. Sei lá vou posta-lo. Se você está lendo é porque eu acabei postando. Me fez pensar um pouco.

"O homem e a mulher são os únicos seres vivos que se contrapõem a natureza. Os demais são todos determinados pela natureza. Esse distanciamento humano frente ao mundo natural faz a realidade revestir-se de simbolismo e produz a emergência transcendental do imaginário.
.
Voltada sobre si mesma, a consciência humana sabe que sabe, enquanto os animais sabem, mas ignoram a reflexão. Através do simbolo e do significado, o ser humano se relaciona com a natureza, consigo mesmo, com os semelhantes e com Deus.
.
Nasce a cultura. A vida social ganha contornos definidos e explicações categóricas. Do domínio das forças arbítrarias da natureza chega-se às armas que permitem a imosição de um grupo cultural sobre outro. Porém, cultura é identidade e, portanto, resistência. Mesmo assim, a absolutização dos sistemas ideológicos oferece o paraíso, induzindo o dominado a sentir-se excluído por não pensar pela cabeça alheia.
.
No Brasil colônia, os métodos de catequese Cristã introduziam entre os indigenas o vírus da desagregação e, hoje, os donos dos garimpos, das madereiras e o governo perguntam perplexos por que os povos indigenas precisam de tanta terra se nada produzem. Os pentecostais atacam os ubandistas e certos setores da igreja Cristã olham com solene desprezo o Candomblé.
.
A queda dos governos dos países socialistas no Leste Europeu assinala, não o fim do socialismo, como propaga a midia capitalista, mas sim da absolutização dos sistemas ideológicos. Desabam, com a herança estalinista, todas as estratégias de hegemonização da cultura, e da própria idéia de "evolução cultural". Não há culturas superiores, há culturas distintas. Agonizam as versões totalizadoras em todos os terrenos da produção de sentido - político, economico e religioso.
.
Quem pretender ignorar o sinal dos tempos tera de apelar para o autoritarismo para infundir temor. A mais de 500 anos da chegada de Colombo às Americas - uma invasão genocida que alguns chamam de 'encontro de culturas' - convém relembrar esses conceitos antropológicos. E agora a democracia impregna também a cultura. Cada homem e mulher, grupo étnico ou racial, descobre que pode ser produto do próprio sentido da sua vida. O díficil é respeitar isso como valor, sobretudo nós, Cristãos, que ainda não sabemos distinguir Jesus Cristo do arcabouço judaico e greco-romano que o reveste e tanto favorece o euro-centrismo eclesiástico.
.
Felizmente o próprio Jesus nos ensina a diferença entre imposição e revelação. Impõe-se pervertendo a natureza do poder (Mateus 23:1-12). Mas revelação significa "tirar o véu": ser capaz de captar os fragmentos culturais de cada povo e reconhecer as primicias evangélicas alí contidas como afirmou o Concilio Vaticano II.
.
Aliás, Deus não fala latim. Prefere a linguagem do amor e da justiça. E esse dialeto toda cultura incorpora e entende." (Frei Betto)



Paz de Cristo

sexta-feira, 10 de julho de 2009

Romero


"Ajuda vez ou outra recuar
E pensar profundamente.
O Reino de Deus não está apenas além dos nossos esforços,
Está além de nossa percepção.
Realizamos durante nossa vida somente uma pequena fração
Do magnífico empreendimento que é a obra de Deus.
Nada que fazemos é completo,
O que é outra forma de dizer
Que o Reino de Deus está sempre à nossa frente.
.
Nenhuma declaração diz tudo o que poderia ser dito
Nenhuma oração expressa nossa fé plenamente.
Nenhuma confissão nos torna perfeitos…
Nenhum conjunto de alvos ou objetivos inclui tudo.
.
Isto é o que somos:
Plantamos sementes que um dia irão crescer.
Regamos sementes já plantadas,
Sabendo que encerram uma promessa futura.
Construímos fundações que precisarão de desenvolvimento posterior.
Usamos fermento que produz efeitos além de nossas capacidades.
Não podemos fazer tudo
E perceber isso nos dá uma sensação de liberdade.
Nos habilita a fazer alguma coisa,
E a faze-la muito bem.
Tal coisa pode ser incompleta, mas é um começo, um passo à frente no caminho,
Uma oportunidade para que a graça de Deus entre e faça o resto.
Podemos nunca ver os resultados finais…
Somos profetas de um futuro que não nos pertence. "
(Oscar Romero 1917-1980)

.
Me lembro que quando eu estava na escola (acho que no colegial), passaram para os alunos o filme "Romero" de 1989, com o Raul Julia. Na época eu estava em outra - e,lembro que quando passaram o filme eu estava sem óculos, não entendi muito da história. Muitos anos depois tive a oportunidade de ler o texto a cima e me lembrei da historia do arcebisto Salvadorenho Óscar Romero, uma figura que, embora austera e séria, para mim será sempre -por força de casualidades- associada com personagens como M. Bison e Gomez Addams (Raul Julia era BOM meu).
.
Enfim, pude ver com outros olhos a luta um homem que lutou contra a tirania em nome dos tiranizados e foi martirizado por isso. Lí o texto a cima e, sem perda de tempo, corri atrás do filme.
.
O filme é bom. Sei lá se representa fielmente as tretas passadas pelo povo de El Salvador nas decadas de 60-70 e o pensamento faz meu coração doer um pouquinho, mas faz a gente lembrar de algumas coisas importantes...




"Quando a Igreja ouve o grito dos oprimidos, ela não pode fazer nada alem dedenunciar as estruturas sociais que geram e perpetuam a miséria da qual são provenientes os gritos"


Amig@s, a Paz

terça-feira, 7 de julho de 2009

O que eu achei na net nas ultimas semanas! Biologia celular animada e mais!

1) Segundo semeste tem biocel e o mamão (aqui do lab) saiu caçando filmes e animações ilustrando conceitos e fundamentos de biologia celular. Faço questão de passar seus melhores achados! São sensacionais!

O primeiro é um site chamado: "Animações em Biologia Celular" e trata-se exatamente disso. O site pode ser visualisado em diversas linguas e traz animações e paineis interativos ilustrando de forma bem legal o que acontece dentro de uma célula (o que pode ser muito, muito abstrato veja a figura por exemplo).

.


O site possui também uma linha do tempo interativa que descreve o universo desde suas origens até hoje! Possui um material muito legal, por isso estou falando dele aqui. Vejam!

O outro site é de onde veio o filminho que postei há uns dias atás, MolecularMovies.org. Ainda não parei para ver, mas aparentemente existem mais filminhos bacanas como aquele lá.

..
2) Já que estou divulgando. Vale a pena dar uma olhada no Blog do Pastor Oliver, conheço o homem do Y!R e parece que ele está começando um blog agora. Já fiz bom proveito das dicas de etiqueta ali presentes.

Vejam também o blog "Reimaging Church", o blog do Frank Viola (o home de quem falei no ultimo post), parece ter conteudos interessantes.

Paz de Cristo

Amo vocês pessoal

10 erros nos argumentos anti-evolucionistas

Assunto batido, eu sei. Mas são 10 argumentos criacionistas bem básicos que a gente continua ouvindo por aí repetidamente, apesar da facilidade com que se pode mostrar sua inexatidão.

Por isso resolvi postar o filminho, espero que ajude.

Ah... e a música é bem bacana também...






Paz de Cristo

domingo, 5 de julho de 2009

Por um Cristianismo menos Pagão

"Em Jesus temos um Homem que recusava render-se diante das pressões da conformidade religiosa. Um Homem que pregava uma revolução. Um Homem que não tolerava a hipocrisia. Um Homem que não tinha medo de provocar aqueles que suprimiram o evangelho libertador que Ele trouxera para libertar os homens. Um Homem que não se importava em despertar a cólera de seus inimigos, levando-os a preparar-se para a luta.

Onde pretendo chegar? Nisso: Jesus veio não apenas como Messias, Ungido de Deus, para libertar seu Povo das ataduras da queda.

Ele veio não apenas como Salvador, pagando uma dívida que não era dEle para quitar os pecados da humanidade.

Ele veio não apenas como Profeta, consolando aflitos e afligindo acomodados.

Ele veio não apenas como Sacerdote, representando o homem perante Deus e representando Deus perante o homem.

Ele veio não apenas como Rei triunfante sobre toda autoridade, principado e poder.

Ele também veio como Revolucionário, rompendo o velho odre com o intuito de introduzir o novo."

(Frank Viola, Cristianismo Pagão).

Alguns posts atrás mencionei minha vontade de ler o livro Cristianismo Pagão de Frank Viola. Bem, eu lí e o livro me deu um pouco para pensar e um pouco para orar.

.
O autor aponta, sistematicamente as práticas do Cristianismo moderno (com enfase nas denominações protestantes), que tem origem não na Bíblia, mas em ritos e filosofias pagãs. O que foi surpreendente para mim é que muitas dessas práticas estão profundamente enraizadas na forma como se pensa em igreja hoje. A organização liturgica das celebrações é um bom exemplo. O próprio sermão/estudo/pregação que consiste no cerne do culto protestante segue muito mais moldes da oratória e retórica de filosofos gregos do que moldes bíblicos.
.
Bem, como solução para o problema o autor propõe uma revolução, um retorno a um Cristianismo verdadeiramente neo-testamentario firmado na liderança soberana de Cristo sobre o seu corpo, uma alternativa interessante, sem dúvida.
.
Não concordei com todos os pontos e argumentos do autor, ainda assim o livro é BASTANTE provocativo, faz o cerebro e o coração fervilharem e levanta algumas perguntas importantes. Um ponto positivo que pude observar é que algumas igrejas protestantes parecem ter 'sacado' o problema (ou parte dele), e vejo por aí muitos Cristãos e igrejas inserindo em sua doutrina e liturgia, aspectos mais condizentes com o novo testamento sem 'incinerar' 200 de história da Igreja Cristã (que, pela Graça de Deus, possui diversas 'bolas dentro' e não apenas 'bolas fora'). Eu por exemplo, não pretendo abandonar a igreja da qual sou membro e, de forma revolta, fundar uma nova comunidade Cristã no fundo do meu quintal. Ainda assim, repito, o livro me deu muito o que pensar e espero que me ajude a refletir e crescer na fé.
Não se contentem com meu breve comentário, leiam a coisa toda AQUI: "CRISTIANISMO PAGÃO" (versão traduzida por Railton de Souza Guedes)
é isso aí amig@s
A Paz de Cristo




sexta-feira, 3 de julho de 2009

Inner Life of the Cell

Vou postar aqui um filmezinho bacana que ilustra de forma clara (e bem bonita), diversos processos que ocorrem dentro de uma célula (no caso, um Leucócito)! O video é muito legal e extremamente didático, ilustra interações entre proteinas, vesiculas, membranas e cito-esqueleto. Enfim, tudo que róla dentro de uma célula! Divirtam-se:


video

A Paz de Cristo Amig@s

Amo vocês

quarta-feira, 1 de julho de 2009

Teoria da Evolução em 2 minutos




Vocês adivinharam: CHUPINHADO DAQUI




A Paz de Cristo amiguinh@s.



Amo vocês