sábado, 13 de dezembro de 2008

Uma esperança gorda

(Esse post não tem NADA a ver com fé ou espiritualidade. É meramente uma pequenina resenha esportiva. Se eu teci comentários a respeito da fé Cristã, NÃO foi com o intuito de tecer um paralelo entre Fé e torcida futebolistica. O primeiro requer devoção no viver, o segundo é meramente um passatempo [sim, mesmo se você for Corinthiano!] não me entendam mal ).
.
.
.
.





Já ouvi uma vez um cético justificar sua descrença dizendo que não trocava o certo
(o aqui e agora), pelo incerto (o ali e além). Também já ouvi replicarem para céticos como esse que não tem como viver sem nunca arriscar nada, sem nunca fazer uma aposta. Na verdade, acho que essa aposta – que se você faz direito acaba se traduzindo em Amor – é um dos pilares do viver Cristão. Vivemos para amar e aprender a amar como se a vida dependesse disso, não porque acreditamos que ela dependa (e ela depende), mas porque simplesmente prece o certo e o sensato a fazer. O Cristão vive a partir de uma esperança CERTA a qual ele chama FÉ.

Já o pobre coitado que resolve ser Corinthiano acaba vivendo de esperanças incertas.

Sim, o Corinthiano SEMPRE viveu de esperanças incertas! O que é muito mais nobre e muito maior do que viver de títulos! Para o Corinthians os títulos sempre vieram, mas não é o que nos move. O que nos move são essas esperanças incertas idiotas. Por isso a nação Corinthiana cresceu no jejum, cresceu na democracia, cresceu desde o seu incerto principio. As vezes, me parte o coração pensar que esses tempos tão nobres e poéticos tenham dado lugar a um pragmatismo sem graça.

A ultima das esperanças incertas que tentaram nos fazer engolir (e com sussesso, nós Corinthianos somos bem ingênuos), é uma esperança gorda. Cá eu ainda lembro da ultima promessa que nos foi feita, o acordo com a MSI, e isso me traz um receio e uma perturbação no coração sofredor, no entanto estou... Bem... esperançoso com a vinda do Ronaldo para o Corinthians

Parte do trabalho do Ronaldo esta, no momento em que escrevo, sendo feito! Tanto ele quanto o Corinthians já foram manchete de todos os jornais esportivos no mundo, camisas estão sendo vendidas. E que dizer de tantos jovens que tinham lá seus 6-7 anos na época em que o Ronaldo era grande sem ser gordo e que hoje devem reter os mesmo brilho nos olhos em relação ao craque.


A outra parte do trabalho não é do Ronaldo, é do Corinthians. É tirar alguma coisa da esperança vã e incerta que nos foi de antemão vendida. As vezes da certo, as vezes não. No duro, não importa! O negócio é que o Campeonato Paulista começa dia 21 de Janeiro, e eu vou estar lá... E não vou ser o único...

VAI CORINTHIANS
Fiquem na Paz amiguinhos


2 comentários:

Ernesto "Che" disse...

Projeto Centenário!!!
2010 é NOSSO!!!

E 2009 vamos mostrar que voltamos para detonar!

CORINGÃO! MINHA PAIXÃO!

Muito bom Emi!
Abraços!

karoll disse...

humpf...só vim aki te encher curintiano peludo! hehehehehe...