sábado, 20 de dezembro de 2008

De porque a professora Helena nunca me contou que foi Jesus Cristo quem fez a tabela periódica dos elementos

[O seguinte texto é um comentário meio "nevôso" à seguinte matéria: http://www.irmaos.com/noticias/?id=1605 públicada dia 17/12/2008 no site "irmaos.com"]


É com pesar que recebo a notícia de que a escola do Makenzie entrou nessa onda que os gringos inventaram de "Criacionismo", e de tirar a ciência da aula de ciência e colocar religião (ou melhor, um arremedo de religião), no lugar. Já há algum tempo cansei de ver a fé que professo defendida com argumentos "abobrinhescos".

Bem, quando eu tinha aula de química com a professora Helena (uma palmeirense muito boa professora, mas muito malvada), ela me falava sobre tabela periódica, me falava dos "spins" dos elétrons, do diagrama de Linus Pauling, mas nunca parou para me falar que Deus era responsável por tudo aquilo (e olha que era um colégio confessional). Em física era a mesma coisa, o professor Daniel (o querido "Danny Boy", fã de Led Zeppelin e Pink Floyd) ensinou ótica, ensinou termodinâmica e nada de Jesus Cristo! Que coisa!

A única vez que ouvi um professor de física falando de Deus foi no cursinho, o professor Isaac numa aula de nos deu uma breve confissão de fé numa inteligência maior -uma frase. O assunto da aula: o funcionamento do olho humano!

E é essa a matéria que sobrou para Deus: a biologia! O pobre Criador já foi cruelmente chutado de todas as outras disciplinas! Já pediram para Ele se retirar das aulas de história. As placas tectônicas fizeram dEle "irrelevante" nas aulas de geografia. A física mecanicista, como deixou claro Laplace, não deixou espaço para a 'hipótese" de Deus. E a professora Helena, palmeirense roxa, sei lá por que não falou dAquele que primeiro arquitetou todos os elementos químicos. Sobrou a biologia! E mesmo essa Darwin quer "puxar para sí"! Puxar o tapete de Deus e deixa-lo sem nenhuma disciplina no ensino médio!

Tá achando o texto ridículo? ÓTIMO! É ridículo mesmo! E eu vou tentar explicar porque:

Vamos começar:

1)Deus - e acredito que esse seja um grande elogio pelo qual devemos louvar a nosso Pai Eterno - Não é uma hipótese cientifica! Ele não tem nenhum poder de explicação! Ele é inexplicável! Puxa vida, não é isso que Ele responde para Jó do meio da tempestade? O homem justo se lamuriando por ter perdido tudo e Deus então aparece só para falar: "Cara, você não entende, você simplesmente não tem por onde começar a discutir comigo a respeito de como gerir esse universo!" Nós, pobres e miseráveis seres humanos temos essa curiosidade intrínseca e em muitos casos temos que nos contentar com uma não resposta da parte do Criador: "Amigo, você não tem como começar a entender isso".

Mas nem sempre é assim! Em muitos casos nós seres humanos podemos responder coisas a respeito do mundo natural que nos cerca. A metodologia mais bacana para fazer isso chama-se ciência. E para ciência, explicações boas são explicações que podemos entender. Funciona que é uma beleza, mas tem limites claros.

Ainda assim, em se tratando de ciência, "Foi Deus que fez", simplesmente não é uma boa resposta! Porque a coisa toda não é tão simples! Se Deus é a palavrinha mágica que explica o inexplicável, então realmente o que acontece é que esse "deus" tende a sumir com o tempo, a sair das aulas de história, das aulas de geografia e, por fim das aulas de ciências! Se Deus serve como "tapa buraco cientifico", então avanços científicos vão deixa-lo mesmo de fora!

Deus nunca se preocupou em "provar sua existência", francamente é óbvio, Deus nunca se preocupou em explicar um montão de coisas.

2) Criacionismo está entre o ról de palavras que de tão mal usadas acabaram perdendo o sentido (está lá, junto com liberdade, democracia e paz). Hoje em dia ser "criacionista" é sinônimo de "não acreditar em evolução", e nada mais do que isso. Caras como eu, que crêem num Deus de Amor que criou os céus e a terra, mas que não conseguem engolir essa história de "puff apareceu" para explicar a diversidade de vida na terra, não podem bater no peito e falar que são "criacionistas".

Quanto aos que tem esse privilégio, não são um grupo muito unido.... coisa de 70% deles são muçulmanos, os outros 30% se dividem entre judeus hindus, Cristãos e outros (tem até alguns que acham que alienigenas é que são os criadores). Tem gente que acha que a terra tem coisa de 6000 anos, tem gente que acha que tem bilhões de bilhões, tem gente que acredita em dinossauros, gente que não acredita*. Fico me perguntando qual desses Criacionismos será ensinado no Makenzie...

3) Deus se revela a nós! Nos não chegamos ele por sermos inteligentes ou sábios! A ciência não atinge Deus! Deus atinge a gente! Então por que tentam socar Deus numa aula de ciências? Se Ele está na aula de ciência então os Cristãos deveriam estar estudando e não orando! Deveriamos estar pedindo para Deus QI e não Fé! (e ai daqueles que, como eu, tem QI de Corinthiano, estão fadados a ficar longe desse deus que prefere gente de QI alto...)

4) Bem, então a professora Helena, o Danny Boy, o Diógenes estavam certos em ministrar suas respectivas matérias sem incutir suas crenças religiosas. Longe de ser "atéia", a ciência simplesmente é neutra e lida com o tangível, mensurável e explicável.

Biologia não foi a matéria que "sobrou" para Deus, se você tem Fé, vai ver Ele em TODAS as matérias.

5) Olha, trabalho com biologia celular. A cada semana surge um mundo de informações sobre o mundo incrivelmente complexo da célula, e tem hora que a gente tem que parar e falar que "não tem como, foi Deus, e só Deus, quem fez isso!!" tem hora que a gente tem mesmo que, como Jó, calar a boca e deixar o queixo cair diante da maravilha da Criação. Mas não acredito que o papel do Cristão se resuma a se resignar com o êxtase e com a pequenez do não-saber. Deus nos deu a curiosidade, se resignar com uma "não-explicação" não é devoção, é preguiça! Se resignar com alguma resposta diferente da verdade (e dados de genética de populações, ecologia, registro fóssil etc, mostram que é este o caso do tal "criacionismo"), é pior que preguiça...

Se Deus quisesse descrever para gente em detalhes COMO criou as coisas, teria feito muito melhor do que fez em Gênesis (teria feito muito melhor do que qualquer cientista). O livro de Gênesis não tem essa função.

Se Deus quisesse contar pra gente como Criou as coisas, não teria dado a curiosidade para que pudéssemos descobrir.

Se Deus achasse que a gente tem um problema com perceber e estudar o mundo material que nos cerca teria dado um jeito. Mas, pelo que posso perceber, Ele da muito mais importância para o nosso coração do que para o nosso cérebro...

Paz de Cristo

* O livro “A História Secreta da Raça Humana” (que eu estou há meses tomando coragem para ler) é um ótimo exemplo de criacionismo hindu, segundo o qual a raça humana existe na terra há bilhões de bilhões de anos. Será que é esse o criacionismo que o Makenzie vai ensinar?

Um comentário:

Rodrigo disse...

Belo texto Emily....se vc num se importa, vou "roubar" alguns de seus argumentos....